Brazilian Design Thinking: A systematic literature review of theses and dissertations

Daniel de Salles Canfield, Maurício Moreira e Silva Bernardes

Resumo


This paper aims to analyze Brazilian theses and dissertations examining Design Thinking to provide an updated picture of how this strategic element has been used in the academic postgraduate perspective in Brazil. A systematic literature review was performed using the Capes website, since it is the official Brazilian online database of theses and dissertations. The result is 65 studies that meet the selection criteria of having the term “Design Thinking” or “Design Thinker” in the research title, abstract or keywords and were published up to December of 2016. The results show that Brazilian DT research is concentrated in few institutions and focused almost entirely on one DT concept.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMENDRA, R.; CHRISTIAANS, H. “Design Thinking” The Emperor’s New Suit. Design Principles and Practices, 2013. v. 6.

BERTÃO, R. A. Lean thinking e design thinking: aproximações teóricas. [S.l.]: Universidade Federal do Paraná, 2015.

BISCAIA, H. G. Design Thinking e sustentabilidade: estudo do sistema mandalla DHSA no combate à fome e à miséria. [S.l.]: Universidade Federal do Paraná, 2013.

BONINI, L. A.; SBRAGIA, R. O modelo de design thinking como indutor da inovação nas empresas: um estudo empírico. Revista de Gestão e Projetos, 2011. v. 2, n. 1, p. 03–25. Disponível em: .

BONO, E. De. Why so stupid? Management-Issues, [S.l.], 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

BROWN, T. Design thinking. Harvard Business Review, 2008. v. 86, n. 6, p. 252.

______. Change by design. New York: Harper Collins, 2009.

BUCHANAN, R. Wicked Problems in Design Thinking. Design Issues, 1992. v. 8, n. 2, p. 5–21. Disponível em: .

______. Introduction: Design and Organizational Change. Design Issues, 2008. v. 24, n. 1. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

CAPES. Mestrado profissional, mestrado acadêmico e doutorado. [S.l.], 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

______. Sobre a Capes. [S.l.], 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

CAPES. Cursos Recomendados e Reconhecidos. [S.l.], 2017. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

CIEB. INOVAÇÃO ABERTA EM EDUCAÇÃO: CONCEITOS E MODELOS DE NEGÓCIOS. [S.l.]: [s.n.], 2016.

CROSS, N. Design thinking : understanding how designers think and work. [S.l.]: Berg, 2011.

CUNHA, C. A. Da S. Recomendações para preservação da cerâmica tradicional a partir da contribuição do design: um estudo de caso sobre a cerâmica de Rio Real – BA. [S.l.]: Universidade Federal da Bahia, 2015.

DESIGN COUNCIL UK. The Design Process: What is the Double Diamond? [S.l.], 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

DRESCH, A.; LACERDA, D. P.; ANTUNES JR, J. A. V. Design Science Research. [S.l.]: [s.n.], 2015.

FERRO, G. De S. Modelo de análise para solução de desafios com base no Design Thinking e na Investigação Apreciativa: uma aplicação em uma rede de franquias. [S.l.]: Universidade Federal do Paraná, 2014.

GROSS, A. A. DESIGN E MANAGEMENT: um estudo de ciência e tecnologia no campo dos estudos organizacionais. [S.l.]: FGV-EAESP, 2016.

GURGEL, C. E. F. PM4Gov – Um framework para gestão de projetos de desenvolvimento na administração pública. [S.l.]: Universidade Federal de Pernambuco, 2013.

HANSON, D.; NITZSCHE, R. Designing , a Transformação do Design Estratégico . [S.l.]: III SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2003. p. 1–15.

HASSI, L.; LAAKSO, M. Conceptions of Design Thinking in the Design and Management Discourse. Proceedings of IASDR2011, 2011. p. 1–10.

IDEO. the Field Guide to Human-Centered Design. [S.l.]: IDEO.org, 2015.

INSTITUTO EDUCADIGITAL. INSTITUTO EDUCADIGITAL. [S.l.], 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

JÚNIOR, J. E. Da S. A contribuição do design para a gestão de estratégias corporativas. [S.l.]: Universidade Federal de Santa Catarina, 2015.

KIMBELL, L. Rethinking Design Thinking: Part I. Design and Culture, 2011. v. 3, n. 3, p. 285–306.

LIEDTKA, J. Innovative ways companies are using design thinking. Strategy & Leadership, 2014. v. 42, n. 2, p. 40–45.

LUPTON, E. Graphic Design Thinking: Beyond Brainstorming. New York: Princeton Architectural Press, 2011.

MINDSHAKE. O Mindshake Design Thinking Model Evolution 62. [S.l.], 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

NETO, E. M. Da G. Realidade misturada e educação: uma experiência com o aplicativo mar. [S.l.]: Universidade Tiradentes, 2016.

NEVES, A. Design Thinking Canvas. [S.l.]: [s.n.], 2014.

NITZSCHE, R. Afinal, o que é design thinking? São Paulo: Rosari, 2012.

QUEIROS, L. M. Proposta metodológica - processo de desenvolvimento de objetos de aprendizagem: um estudo de caso. [S.l.]: Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2015.

RIBEIRO, L. A. M. Curiouser Lab: uma experiência de letramento informacional e midiático na educação. [S.l.]: Universidade de Brasília, 2016.

SIMON, H. A. (Herbert A. The sciences of the artificial. [S.l.]: MIT Press, 1996.

TERRES, M. B. Design Thinking – Contribuições para a inovação na gestão estratégica em educação. [S.l.]: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2015.

TSCHIMMEL, K. Design Thinking as an effective Toolkit for Innovation. Barcelona: XXIII ISPIM Conference: Action for Innovation: Innovating from Experience., 2012. p. 1–20.

______. Designer ou Design Thinker: reflexão sobre Conceitos. Arte e Design, 2014. p. 159–165.

UHLMANN, T. S. SCMDesign – desenvolvimento de serious game para a simulação da gestão da cadeia de suprimentos. [S.l.]: Universidade Federal do Paraná, 2014.

VIANNA, M. et al. Design Thinking: Inovação em Negócios. Rio de Janeiro: MJV Press, 2014.

WOUDHUYSEN, J. The craze for design thinking: Roots, a critique, and toward an alternative. Design Principles and Practices, 2011. v. 5, p. 235–248.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.